AULA 04 – FLEXÃO DE GÊNERO

PARTE 1

browser background

PARTE 2

browser background

FLEXÃO DE GÊNERO     

Temos, na Língua Portuguesa, dois gêneros: o gênero masculino e o gênero feminino.

Gênero masculino

Cão, supermercado, sapato, carro, João.

Gênero feminino

Cadela, loja, xícara, praia, Maria.

Substantivos biformes

Alguns substantivos apresentam duas formas diferentes, uma para o masculino e outra para o feminino. Quando isso acontece, diz-se que o substantivo é biforme.

o professor / a professora

o engenheiro / a engenheira

o pai / a mãe

o boi / a vaca

Regras para a formação do feminino

A regra básica para a formação do feminino é a troca da última vogal da palavra, que muda de ‘o’ para ‘a’, ou seja, da desinência de gênero masculino (o) para a desinência de gênero feminino (a). Entretanto, existem outros finais que caracterizam os gêneros masculino e feminino das palavras.

Substantivos masculinos terminados em ‘or’ e ‘ês’ fazem o feminino com o acréscimo de um ‘a’.

governador / governadora

professor / professora

lutador / lutadora

freguês / freguesa

português / portuguesa

maltês / maltesa

Em geral, substantivos masculinos terminados em ‘ão’ fazem o feminino com a troca de ‘ão’ por ‘ao’, ‘ã’ ou ‘ona.

leão / leoa

anão / anã

solteirão / solteirona

Substantivos masculinos terminados em ‘dor’ ou ‘tor’ fazem o feminino com a troca dos finais ‘dor’/’tor’ por ‘triz’.

imperador / imperatriz

embaixador / embaixatriz

ator / atriz

Existem substantivos masculinos que fazem o feminino com a junção dos sufixos ‘esa’, ‘essa’ e ‘isa’ (com som de ‘z’).

Barão / baronesa

Conde / condessa

Poeta / poetisa

Existem substantivos cuja diferenciação entre masculino e feminino é marcada pelo radical da palavra.

homem / mulher

cavalheiro / dama

genro / nora

Existem substantivos em que, na troca do masculino para o feminino, é admitido a mudança do final ‘e’ para ‘a’

parente / parenta

governante / governanta

presidente / presidenta

mestre / mestra

Substantivos uniformes

Existem ainda os substantivos que apresentam a mesma forma para designar o masculino e o feminino, nesse caso, são chamados de substantivos uniformes, que são classificados como comuns de dois gêneros, sobrecomuns e epicenos.

Substantivo comum de dois gêneros

São aqueles que apresentam uma única forma para designar o masculino e o feminino, mas podem ser diferenciados em gênero através de um artigo ou de um pronome. Nesse caso, a palavra vai ter a mesma grafia, sendo que os pronomes e os artigos é quem vão mostrar se a palavra é do gênero feminino ou do gênero masculino.

o dentista – a dentista / meu dentista – minha dentista

o colega – a colega / aquele colega – aquela coleta

o cliente – a cliente / este cliente – esta cliente

Substantivos sobrecomuns

Também apresentam uma única forma para designar o masculino e o feminino, porém não será o artigo que fará a diferença de gênero. Ao contrário dos substantivos comuns de dois, que apresentam o artigo ‘a’ e o artigo ‘o’ para diferenciar o gênero, nos substantivos sobrecomuns haverá uma única forma para designar os dois gêneros, bem como um único tipo de artigo para acompanhar o substantivo. Em termos de gênero, esse tipo de substantivo é o mais cobrado em concursos, obviamente pelo fato de ser o mais complexo deles.

o cônjuge

o animal

o membro

a criatura

a pessoa

a vítima

Todos os substantivos acima, acompanhados de artigo, podem ser usados para se referir, tanto ao gênero masculino, quanto para se referir ao gênero feminino. Perceba, porém, que há um artigo antecedendo o substantivo, mas não é o artigo que designa o gênero. O que fará essa diferenciação é o contexto.

Ex.:

Maria é a pessoa mais querida entre o grupo de amigos dela. (a pessoa = Maria = gênero feminino)

João é a pessoa mais querida entre o grupo de amigos dele. (a pessoa = João = gênero masculino)

Substantivos epicenos

São aqueles em que é preciso colocar depois a palavra macho ou fêmea para entender a diferenciação de gênero.

Ex.:

cobra macho / cobra fêmea

águia macho / águia fêmea

baleia macho / baleia fêmea

Mudança de significado com mudança de gênero

Existem substantivos em que a mudança de gênero provoca também mudança de significado.

Ex.:

O caixa: funcionário

A caixa: utensílio

O cabeça: chefe, líder

A cabeça: parte do corpo, pessoa muito inteligente.

O capital: conjunto de bens

A capital: cidade onde está a sede do Poder Executivo

O crisma: óleo usado num dos sacramentos religiosos

A crisma: cerimônia religiosa

O cura: sacerdote

A cura: ato ou efeito de curar

O estepe: pneu reserva

A estepe: tipo de vegetação

O grama: unidade de massa

A grama: relva

O guia: pessoa que orienta os outros

A guia: formulário usado nas repartições

O guarda: o profissional

A guarda: a vigilância

O lente: professor

A lente: corpo composto por material transparente, geralmente de vidro.

O moral: ânimo, brio

A moral: conjunto de valores e regras de comportamento

O nascente: onde nasce o sol

A nascente: fonte

O polícia: o profissional

A polícia: a corporação

O rádio: aparelho

A rádio: emissora

Substantivos que oferecem dúvida quanto ao gênero

São substantivos masculinos

ágape

alude

anátema

axioma

carcinoma

clã

clarinete

diadema

dó (pena)

eclipse

espécime

estratagema

fibroma

guaraná

herpes

hosana

jângal

lança-perfume

lhama

mármore

púbis

telefonema

São substantivos femininos

abusão

alcíone

aluvião

araquã

áspide

áspide

baitaca

cal

clâmide

derme

dinamite

fácies

faringe

filoxera

gênese

guriatã

hélice

juriti

libido

omoplata

pane

rês

sucuri

tíbia

Substantivos de gênero vacilante

Podem ser masculinos ou femininos os seguintes substantivos:

aluvião

amálgama

cataplasma

caudal

dengue

diabetes

laringe

personagem

preá

suéter

tapa

usucapião

víspora

xerox

Alguns substantivos e seus femininos

abade / abadessa

abegão / abegoa

alcaide / alcaidessa, alcaidina

aldeão / aldeã

anfitrião / anfitrioa, anfitriã

ateu / ateia

beirão / beiroa

besuntão / besuntona

bonachão / bonachona

bretão / bretã

cantor / cantora, cantatriz

capiau / capioa

catalão / catalã

cavaleiro / cavaleira, amazona

charlatão / charlatã

coimbrão / coimbrã

comarcão / comarcã

conde / condessa

cônego / cônega, canonisa

cônsul / consulesa

czar / czarina

deus / deusa, deia

diabo / diaba, diabra, diáboa

diácono / diaconisa

doge / dogesa

druida / druidesa

elefante / elefanta, aliá

ermitão / ermitoa, ermitã

faisão / faisoa, faisã

felá / felaína

frade / freira

frei / sóror

general / generala (esposa do general)

gigante / giganta

governante / governanta

grou / grua

hortelão / horteloa

ilhéu / ilhoa

infante / infanta (mulher do infante)

javali / javalina, gironda

judeu / judia

ladrão / ladra, ladroa, ladrona

lebrão / lebre

maestro / maestrina

maganão / magana

mandarim / mandarina

marajá / marani

mestre / mestra

mocetão / mocetona

moleque / moleca

mulo / mula

oficial / oficiala

padre / madre

papa / papisa

pardal / pardoca, pardaloca, pardaleja

parente / parenta

parvo / párvoa

patrão / patroa

pavão / pavoa

peão / peã, peona

perdigão / perdiz

pierrô / pierrete

pigmeu / pigmeia

presidente / presidenta (ou presidente)

prior / prioresa, priora

profeta / profetisa

rajá / rani

rapaz / rapariga

réu / ré

sandeu / sandia

silfo / sílfide

sintrão / sintrã

sultão / sultana

tabaréu / tabaroa

tabelião / tabelioa

varão / varoa, virago, matrona

veado / veada

vilão / viloa, vilã

zagal / zagala

zangão / abelha